sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Zé Calixto – Forró pra toda gente (12.11.2010)

Zé Calixto é uma lenda viva dos oito baixos. Nascido em Campina Grande, em 1939, aprendeu a tocar ainda garoto. Aos 12 anos, já animava bailes na cidade. Aos 20 anos, recém-casado, recebeu um convite para ir ao Rio de Janeiro fazer uma gravação. Foi. Três meses depois, voltou, pegou a esposa e mudou-se de vez para o sul. Teve uma trajetória brilhante, passando por várias gravadoras, e colecionando mais de 20 LPs na carreira. Atualmente, trabalha com gravadoras independentes, e continua gravando discos, apesar de dois AVCs que o forçaram a reduzir o ritmo, mas não conseguiram fazê-lo parar. Zé Calixto manteve-se sempre fiel ao forró pé-de-serra, à música que ele acredita. Não há sanfoneiro no Brasil que não reverencie seus oito baixos. Sobre esse disco, não consegui achar a data. Dá para saber que não é exatamente do início de sua carreira; ele fica ali pelo meio, quando foi contratado pela Tapecar. Isso deve ter sido perto de 1970. Em entrevista, Zé Calixto, ao falar de suas influências musicais, surpreende, porque espera-se que sejam, primordialmente, coisas do cancioneiro nordestino, principalmente o forró. Mas ele fala em valsa, marcha, samba. Diz que, depois, com o sucesso de Luiz Gonzaga, começou a ouvir mais o forró. Outro gênero a que ele se dedicou foi o Choro. Estudava com grande dedicação, porque o Choro, ainda mais no fole de oito baixos, não é fácil de ser tocado. De fato, ele foi o sanfoneiro de 8 baixos que mais gravou choros. Nesse disco, destaco o choro André de Sapato Novo, de André Victor Correa. Todas as outras músicas têm a execução impecável de um instrumentista de enorme talento. Ouçamos, com todo o respeito e admiração, os oito baixos de Zé Calixto.

Lado A

01-Choromingo (Zé Calixto)
02-Conforme seja (Luizinho)
03-Forró do Mengo (Dominguinhos / Anastácia)
04-Entardecendo (Sivuca)
05-Rio Tinto (Zé Calixto)
06-Bem Caprichado (Dominguinhos / Anastácia)

Lado B

01-Indo e voltando (Zé Calixto)
02-André de sapato novo (André Victor Corrêia)
03-Forró pra toda gente (Zé Calixto)
04-Cabuloso (Luizinho)
05-O sanfoneiro só tocava isso   (Haroldo Lobo/Geraldo Medeiros)
06-Do tempo de meu pai (Alventino Cavalcante)
07-Vamos ter arrasta-pé (Zé Calixto)


CLIQUE AQUI PARA BAIXAR

4 comentários:

Cris-Japa disse...

O link está errado, leva prum disoc de Jorge veiga: Samba+ samba.

Obrigado mesmo assim.

Tanto Zé calixto como jorge Veiga são gênios da raça!

Cris-Japa disse...

O link está errado, leva prum disco de Jorge Veiga. Excelente também, mas queria mesmo o Zé Calixto.

Obrigado!

Cacai Nunes disse...

olá Cris-Japa

Obrigado pelo alerta.

já corrigimos o link
abraço
Cacai

Cris-Japa disse...

Obrigado pela atenção e plo belíssimo trabalho, Cacai!

Quando voltará ao recife?