sexta-feira, 13 de maio de 2011

Luiz Wanderley - Meu Nordeste (12/05/2011)

Êba, mais um disco incrível de um artista sensacional. Um dos maiores forrozeiros de todos os tempos, Luiz Wanderley nasceu em 1931, em Colônia Leopoldina, no Alagoas.  Ele começou a se interessar pela música na adolescência, quando ia aos bailes de forró da cidade e ficava olhando e ouvindo os sanfoneiros de oito baixos. Rapidamente, resolveu se mudar para o Rio de Janeiro para tentar a carreira artística. Chegando lá, começou trabalhando como alfaiate, e fazia apresentações aqui e ali. Ele passou dificuldades, até que foi convidado para ser crooner de uma orquestra que tocava no cabaré Novo México, na Lapa. Na orquestra, ele cantava de tudo, e sempre inseria no repertório um côco, um baião e coisas da sua terra natal. Percebendo o talento do artista, o maestro da Orquestra, Ubirajara dos Santos, levou Luiz até a Rádio Tamoio, e o apresentou a Zé Gonzaga, irmão de Luiz Gonzaga, que apresentava o programa “Salve o Baião”. Como o Luiz Wanderley era mesmo muito talentoso, passou a participar do programa. Algum tempo depois, em 1954, ele foi convidado para passar uma temporada de 6 meses da Rádio Mayrink Veiga, e foi-se para São Paulo. Ficou lá até 1958. Depois voltou ao Rio de Janeiro. O resto de sua vida foi viajando de norte a sul do Brasil, fazendo turnês e angariando uma legião de fãs em todo o território nacional. Ele faleceu em 1993. O primeiro disco ele gravou em 1952, um 78 rpm com o samba “O Palhaço Chegou”, de Rosângela Almeida e Enso Passos. Ele passou por várias gravadoras, e gravou dezenas de discos. Luiz Wanderley, além de grande intérprete, era também bom compositor. Uma de suas composições mais conhecidas é “Coronel Antônio Bento”, que teve uma gravação incrível e inesquecível de Cássia Eller. Esse disco da postagem de hoje, gravado em 1969, pela gravadora Caravelle, sequer é citado nas discografias de Luiz Wanderley. O disco tem só sucessos, e traz interpretações e arranjos bem balançados para os forrós mais conhecidos de todos os tempos, como Sebastiana, de R. Cavalcante, Forró em Limoeiro, de E. Ferreira e O Canto da Ema, de A. Vianna, A. Cavalcante e J. Vale, todas famosas na voz de Jackson do Pandeiro, e várias obras-primas de Luiz Gonzaga. Destaco, então, Briga de Faca, a única de autoria de Luiz Wanderley.


         Lado A

     01-Sebastiana
         (R. Cavalcante)

     02-Forró em limoeiro
       (E. Ferreira)

     03-O canto da ema
          (A.  Viana-A. Cavalcante-J. Vale)

     04-No Ceará não tem disso não
      (Guio de Morais)

    05-Briga de faca
      (Luiz Wanderley)

    06-Lorota Bôa
         (H. Teixeira-L. Gonzaga)

          Lado B

    01-Juázeiro
  (H. Teixeira-L. Gonzaga)

   02-Derramaro o gai
       (Luiz Gonzaga-Zé Dantas)

  03-Xamêgo
  (Luiz Gonzaga-M. Lima)

 04-Forró em Caruaru
  (Zé Dantas)

 05-Mulher do Aníbal
   (G. Macedo-N. de Paula)

 06-O chêro da Carolina
 (A.  Rôxo-Zé Gonzaga)

4 comentários:

Livio disse...

Bom dia, como eu faço pra baixar esse? Não to vendo o link. Obrigado.

lyz disse...

Muito bom!
excelente escolha.
obrigada

Gabi Tunes disse...

www.vinillivre.blogspot.com

jeffersonalmeida_3 disse...

Não tem link pro download do disco?