segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Programa Acervo Origens - 25out14

no ar o Programa Acervo Origens com as Valsas de Esquina de Francisco Mignone com o Arthur Moreira Lima, a voz vigorosa de Baby Consuelo, a guitarra havaiana de Poly, os sambas malandros com os Demônios da Garoa e o encontro histórico de Renato Teixeira com Pena Branca e Xavantinho.




1) Valsa nº 4 em si bemol menor (1938) Francisco Mignone Arthur Moreira Lima

2) Valsa nº 10 em si menor (1943) Francisco Mignone Arthur Moreira Lima

3) Vale do Bonocô (Charles - Pepeu Gomes - Paulinho Camafeu) com Baby Consuelo
4) Brasileirinho (Waldir Azevedo - Pereira Costa) com Baby Consuelo

5) Linda flor que morreu (Jota Soares - Ariowaldo Pires) com Poly e seu conjunto
6) Favela (Hekel Tavares - Joracy Camargo) com Poly e seu conjunto
7) Arrependimento (Christóvão de Alencar - Sílvio Caldas) com Poly e seu conjunto

8) Barracão (Ary Carvalho - Ary Borges) com Demônios da Garoa
9) A voz do morro (Zé Keti) com Demônios da Garoa
10) Não emplaca 61 (Monsueto Menezes - Ary Monteiro) com Demônios da Garoa
11) Saudosa maloca (Adoniran Barbosa) com Demônios da Garoa

12 Rio de Lágrimas (Lourival dos Santos - Piraci - Tião Carreiro) com Renato Teixeira & Pena Branca e Xavantinho
13) Romaria (Renato Teixeira) com Renato Teixeira & Pena Branca e Xavantinho

Programa Acervo Origens, todo sábado às 19h na Nacional Brasília FM 96,1 ou on line no www.acervoorigens.com

Apresentação: Cacai Nunes
Redação: Gabriela Tunes

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Cantiga de Exu - Parte Integrante do CD Xirê Àlágbé (Em fase de gravação)

Uma enorme satisfação ser responsável pelo registro dessas cantigas, com a condução do Alagbê Elton e participação de amigos e irmãos de axé de diversos terreiros do DF.

O Cd ainda está em fase de gravação e não temos previsão de lançamento. São muitos orixás a serem gravados e vamos fazendo aos poucos.

Por enquanto, uma cantiga de Exu pra ir abrindo os caminhos

COMPARTILHE !!



segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Programa Acervo Origens - 18out14


no ar o Programa Acervo Origens com os dobrados recolhidos por Regis e Rogerio Duprat, o balanço de Martins do Pandeiro, as modas de Liu e Léu, os forrós de Kojak do Forró e a poesia sempre incrível de Oliveira de Panelas
1) Saudades d'Aparecida (Domingos José De Paula) com Banda formada para gravar o disco
2) Gonzaga Falcão (Lodovico da Riva) com Banda formada para gravar o disco
3) Casa de Viúva (Evanildo Maia - Paulo Barbosa) com Martins do Pandeiro
4) A nossa amizade (Severino Silva - Ivanildo Martins) com Martins do Pandeiro
5) Chora mulher (Aldir Doudemant - Ivanildo Martins) com Martins do Pandeiro
6) Companheiro do Ferreirinha (Germando Galdino - Pinheirinho) com Liu e Leu
7) Bandeirante Fernão (Carreirinho - Ado Benati - Campos Ferreiro) com Liu e Leu
8) A volta que o mundo dá (Lourival dos Santos - Zé Batuta) com Liu e Leu
9) Benedita Bole Bole (Kojak do Forró - Jair Maia) com Kojak do Forró
10 Elba o ferreiro e o forró (Sander Jr - Kojak do Forró - Aritana) com Kojak do Forró
11) Kojak do Pirulito (Kojak do Forró - Aluisio Silva - A. Moura) com Kojak do Forró
12) Muita coisa do mundo está mal feita (Oliveira de Panelas) com Oliveira de Panelas
13) O conflito das nações (Oliveira de Panelas) com Oliveira de Panelas
Programa Acervo Origens, todo sábado às 19h na Nacional Brasília FM 96,1 ou on line no www.acervoorigens.com
Apresentação: Cacai Nunes
Redação: Gabriela Tunes

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Programa Acervo Origens - 11out14 - Especial João do Vale

Está no ar o Programa Acervo Origens Especial João do Vale, com algumas de suas belíssimas músicas interpretadas por Marinês, Tim Maia, Gilberto Gil, Tom Jobim e pelo próprio João do Vale.



1) Eu vim pr'ai (Manuel Euzébio - João do Vale) com João do Vale
2) Viva meu baião (Vezo Filho - João do Vale) com João do Vale
3) Pisa na fulô ( Silveira Jr - Ernesto Pires - João do Vale) com Marinês
4) Deixei minha terra (Sebastião Rodrigues – João do Vale) com Marinês
5) Peba na pimenta (José Batista - Adelino Rivera - João do Vale) com Marinês
6) Os óio de Anabela (João do Vale - Julinho) com Marinês
7) Morena do Grotão (João do Vale - José Cândido) com João do Vale
8) Minha história (Raimundo Evangelista - João do Vale) com João do Vale
9) Na asa do vento (João do Vale - Luiz Vieira) com João do Vale
10) Pé do Lageiro (João do Vale – José Cândido) com Tom Jobim
11) Coroné Antônio Bento (João do Vale - Luiz Wanderley) com Tim Maia
12) O canto da Ema (João do Vale - Aires Viana - Alventino Cavalcanti) com Gilberto Gil
13) A lavadeira e o lavrador (João do Vale - Ari Monteiro) com João do Vale
14) O bom filho à casa torna (João do Vale - Eraldo Monteiro) com João do Vale
15 A voz do povo (João do Vale) com João do Vale
Programa Acervo Origens, todo sábado às 19h na Nacional Brasília FM 96,1 ou on line no www.acervoorigens.com
Apresentação: Cacai Nunes
Redação: Gabriela Tunes

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Programa Acervo Origens - 27set14

No ar o Programa Acervo Origens com choros no clarinete de Renato Tito, as modas de Mensageiro e Mexicano, a cantoria baiana de Fábio Paes, os cocos de Herbert Lucena e os sambas magistrais de João Nogueira




1 Amoroso (Garoto - Luiz Bittencourt) com Renato Tito e seu conjunto
2 Sugestivo (Moacyr Silva) com Renato Tito e seu conjunto
3 Amanhecendo em Copacabana (Dilson Dória - João Barone) com Renato Tito e seu conjunto
4 Chorando baixinho (Abel Ferreira) com Renato Tito e seu conjunto
5 Mal de amor (Baltazar Silva - Piraci) com Mensageiro e Mexicano
6 Por teu amor, minha pombinha (Desconhecido) com Mensageiro e Mexicano
7 Não voltarei (M. Esperon - E. Colazza, versão de Mensageiro e Mexicano) com Mensageiro e Mexicano
8 Pensando na alegria (Raimundo Monte Santo - Fábio Paes) com Fábio Paes
9 Truvejo (Elomar - Fábio Paes) com Fábio Paes
10 Arribação (Fábio Paes) com Fábio Paes
11 Não me peçam jamis que eu dê de graça tudo aquilo que eu tenho pra vender, parte 1 (Herbert Lucena - Ruzza - Climério de Oliveira - Alexandre Rasec) com Herbert Lucena
12 Olhar do sertão (Herbert Lucena - Dja Vasconcelos) com Herbert Lucena
13 Rei Senhor, Rei Zumbi, Rei Nagô (João Nogueira - Paulo Cesar Pinheiro) com João Nogueira
14 Terra gira (João Nogueira) com João Nogueira
15 De amor é bom (Edil Pacheco - João Nogueira) com João Nogueira
Programa Acervo Origens, todo sábado às 19h na Nacional Brasília FM 96,1 ou on line no www.acervoorigens.com
Apresentação: Cacai Nunes
Redação: Gabriela Tunes

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Programa Acervo Origens - 20set-14 - Especial Renato Andrade

No ar o Programa Acervo Origens com um especial sobre um dos maiores violeiros de todos os tempos, Renato Andrade. Com textos de Gabriela Tunes e a colaboração da tese de mestrado de Vinícius Muniz.





1 Prelúdio da Inhuma (Renato Andrade) com Renato Andrade
2 O Jeca na estrada (Renato Andrade) com Renato Andrade
3 Literatura do Cordel (Renato Andrade) com Renato Andrade
4 Corpo fechado (Renato Andrade) com Renato Andrade
5 Viola de Cego (Renato Andrade) * Dedicada a Guerra Peixe com Renato Andrade
6 Urupês (Renato Andrade) com Renato Andrade
7 Tristezas do Jeca (Angelino de Oliveira) com Renato Andrade
8 Paineiras (Renato Andrade) com Renato Andrade
9 Terno de dançantes (Renato Andrade) com Renato Andrade
10 Cabaré do João Baixinho (Renato Andrade) com Renato Andrade
11 Grande Sertão (Renato Andrade) com Renato Andrade
12 O demonio e a donzela (Renato Andrade) com Renato Andrade
13 Tutameia (Renato Andrade) com Renato Andrade
14 Raízes fronteiriças (Renato Andrade - Tupi) com Renato Andrade
15 Viola bem temperada (Renato Andrade) com Renato Andrade
16 Meu abraço a Portugal (Renato Andrade) com Renato Andrade
17 A viola e sua origem (Renato Andrade) com Renato Andrade
18 Canotilho (Renato Andrade) com Renato Andrade
19 Fala, viola ! (Renato Andrade) com Renato Andrade
20 Chegada dos Foliões (Renato Andrade) com Renato Andrade
21 Viola enfeitada de fitas (Renato Andrade) com Renato Andrade
Programa Acervo Origens, todo sábado às 19h na Nacional Brasília FM 96,1 ou on line no www.acervoorigens.com
Apresentação: Cacai Nunes
Redação: Gabriela Tunes

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Programa Acervo Origens - 13set14

No ar o Programa Acervo Origens - Especial Forró de Vitrola, com a genialidade de Canhoto e seu Regional, os baiões de Sebastião do Rojão, a gaita malandra de Gabriel Grossi,  a versatilidade de Alventino Cavalcanti e o violino franco-brasileiro de Nicolas Krassik.




1 Dorinha meu amor (José Francisco de Freitas) com Canhoto e seu Regional
2 Corridinho 1951 (J. Gomes Figueiredo) com Canhoto e seu Regional
3 Meu limão, meu limoeiro (Tradicional, arranjo de Canhoto) com Canhoto e seu Regional
4 Ingratidão do meu amor (Sebastião do Rojão - Castanheira) com Sebastião do Rojão
5 O último pau de arara (Venâncio - Corumba) com Sebastião do Rojão
6 Xexéu de Bananeira (José Gomes Filho) com Sebastião do Rojão
7 O rela bucho (Elino Julião - Athaide Pereira) com Sebastião do Rojão
8 Forró da Penha (João Lyra) com Gabriel Grossi
9 Chamego no salão (Gabriel Grossi) com Gabriel Grossi
10 Sete Anéis (Egberto Gismonti) com Gabriel Grossi
11 Adeus…adeus (Bezerra da Silva – Lunguinho) com Alventino Cavalcanti
12 Sofre quem tem amor (Bidoca – J. Lisboa – Hélio Nascimento) com Alventino Cavalcanti
13 Ensaio de Rua (Barbosa da Silva – Otávio Lima – José Lima) com Alventino Cavalcanti
14 Caçuá (João Lyra - Maurício Carrilho) com Nicolas Krassik e Cordestinos
15 Cordestinos (Nicolas Krassik) com Nicolas Krassik e Cordestinos
Programa Acervo Origens, todo sábado às 19h na Nacional Brasília FM 96,1 ou on line no www.acervoorigens.com
Apresentação: Cacai Nunes
Redação: Gabriela Tunes

domingo, 7 de setembro de 2014

Programa Acervo Origens - 06set13

tá no ar o Programa Acervo Origens com as belíssimas canções de Vinícius de Moraes, o som revolucionário dos Mutantes, o forró do Trio Xamego e o batuque afro-jazz de Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz 




1) Berimbau (Baden Powell - Vinícius de Moraes), com Vinícius de Moraes
2) Formosa (Baden Powell - Vinícius de Moraes), com Vinícius de Moraes
3) Deixa (Baden Powell - Vinícius de Moraes), com Vinícius de Moraes
4) Canto de Ossanha (Baden Powell - Vinícius de Moraes), com Vinícius de Moraes
5) A minha menina (Jorge Ben), com os Mutantes
6) Fuga nº2 (Os Mutantes), com os Mutantes
7) Ando meio desligado (Os Mutantes), com os Mutantes
8) Festa no Sertão (Dominguinhos – Anastácia), com Trio Xamego
9) Minha vida é te amar (Dominguinhos – Nando Cordel), com Trio Xamego
10) Um mundo de amor (Dominguinhos – Anastácia), com Trio Xamego
11) Novinho em folha (Carlos Diniz), com Trio Xamego
12) A grande Mãe (Entrada) (Letieres Leite), com Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz
13) O samba nasceu na Bahia (Letieres Leite), com Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz
14) A grande Mãe (Saída) (Letieres Leite), com Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz
Programa Acervo Origens, todo sábado às 19h na Nacional Brasília FM 96,1 ou on line no www.acervoorigens.com
Apresentação: Cacai Nunes
Redação: Gabriela Tunes

Forró de Vitrola realiza, pela terceira vez, seu baile na Passagem Subterrânea da 111/211 Norte

O Acervo Origens orgulhosamente apresenta o 57º baile do Forró de Vitrola, a 3ª Edição Pé de Passagem

Com a intenção de ocupar espaços públicos inusitados e dar um caráter cultural a eles, Cacai Nunes, violeiro, produtor e pesquisador musical, leva parte de sua coleção de Lp’s chamada ACERVO ORIGENS, para a passagem subterrânea da 111/211 Norte para realizar o 57º baile do Forró de Vitrola. Será a 3ª Edição nessa passagem subterrânea.


Cacai Nunes comanda o baile do Forró de Vitrola
com seu acervo de Lp's       
Foto: Randal Andrade

O repertório do Forró de Vitrola contempla os maiores representantes da música nordestina que registraram suas obras nos velhos bolachões. São eles: Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Marinês, Jackson do Pandeiro, Ary Lobo, Jacinto Silva, Zito Borborema, Anastácia, Zé Calixto e tantos outros.

Com a realização do baile do Forró de Vitrola em diversos locais do DF, é possível constatar cada vez mais, o grande interesse do público brasiliense em dançar ao som da música nordestina que vem dos registros de vinil dos anos 40 a 90.

SERVIÇO
Forró de Vitrola • 57º baile • 3ª Edição Pé de Passagem
Domingo • 14.09.14 • das 16h até 22h (pontualmente)
Passagem subterrânea da 111/211 norte
Entrada Gratuita, mas os realizadores agradecem colaborações espontâneas.
Classificação Indicativa: Livre para todas as idades
Realização: Acervo Origens, Forró de Vitrola
Apoio: Musical Center Sebo de Discos, Instituto Simples Assim, Administração de Brasília, GDF
Contatos: (61) 9545.2662, com Cacai Nunes





Temos os nossos lembretes, claro !

1. Leve sua alegria pra dançar conosco ! Estamos preparando uma decoração e iluminação pra passagem ficar bem bonita.
2. Mais uma vez, solicitamos ao SLU que efetuasse a limpeza da passagem no sábado, véspera do evento. A passagem é nossa e ela tem de estar limpa e cheirosa para passarmos a tarde e a noite dançando.
3. Vá de bike, skate, patins, a pé. Mas se não for possível nenhuma das alternativas anteriores, procure estacionar seus veículos nas quadras (111, 112, 211 ou 212). O trânsito no eixão é liberado às 18h e SEMPRE tivemos reclamações nesse sentido. O DER sempre passa multando os danadinhos que estacionam no gramado ou na faixa de aceleração (aquela que sai do Eixinho e entra no Eixão)
4. Durante o forró, ajudem na limpeza da passagem e todo o ambiente envolvido. Vamos espalhar caixas e sacos de lixo pelo evento, para evitar sujeira ao final dele. É claro que TODOS precisam colaborar, não jogando seu lixinho no chão. Cada um fazendo sua parte, fica bem melhor !!
5. NÃO teremos estrutura de bar, portanto, leve sua bebida mas não se exceda !
6. NÃO teremos banheiros químicos. Use o do posto da 111 Norte. Fica sempre aberto e eles já estão avisados.
7. Vamos deixar o ambiente melhor do que quando chegamos ???
8. O talco, como sempre, está garantido !!
9. Compartilhe o evento no facebook: https://www.facebook.com/events/1547071718855076
10. Durante o baile, use a hashtag #forrodevitrola em suas publicações
11. O forró termina pontualmente às 22h.
12. Curta o Forró de Vitrola no facebook para ficar sabendo dos próximos bailes

Qualquer dúvida, esperamos contribuir.

Abraços
Cacai Nunes e Equipe do Forró de Vitrola

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Programa Acervo Origens - 30ago14 - Especial 4 anos

Está no ar o Programa Acervo Origens - Especial 4 anos com a Orquestra Tabajara de Severino Araújo, as violas e percussões do grupo Cega Machado, a rabeca e a criatividade de Antônio Nóbrega, a sanfona de Julinho e a voz doce e inspiradora de Déa Trancoso.

1) Não me diga adeus (Paquito - Luiz Soberano - João da Silva), com Orquestra Tabajara de Severino Araújo
2) Foi ela (Ary Barroso), com Orquestra Tabajara de Severino Araújo
3) Deus lhe pague (Polera - Penazzi - David Nasser), com Orquestra Tabajara de Severino Araújo
4) Fita amarela (Noel Rosa), com Orquestra Tabajara de Severino Araújo
5) Maracatu da Terra (Diego Lobo - Tiago Tocha), com Cega Machado
6) Mouraria (Tiago Tocha - Lucas Henrique), com Cega Machado
7) Serenata Suburbana (Capiba), com Antônio Nóbrega
8) 1º movimento do Concerto de Bach em ré menor para rabeca e flauta (Johann Sebastian Bach), com Antônio Nóbrega
9) Desassombrado (Antônio Nóbrega), com Antônio Nóbrega
10) Nuvens que passam (Julinho), com Julinho e seu acordeon
11) Baião macumba (Julinho - Evaldo Gouveia), com Julinho e seu acordeon
12) Alvorada (Moreira Filho), com Julinho e seu acordeon
13) Baiãozinho bom (Julinho - Evaldo Gouveia), com Julinho e seu acordeon
14) Meus amo (Dom. Público - Adapt Déa Trancoso), com Déa Trancoso
15) Passarinho Pintadinho (Dom. Público - Adapt Déa Trancoso), com Déa Trancoso
Programa Acervo Origens, todo sábado às 19h na Nacional Brasília FM 96,1 ou on line no www.acervoorigens.com
Apresentação: Cacai Nunes
Redação: Gabriela Tunes

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Programa Acervo Origens - 23ago14

Está no ar o Programa Acervo Origens com o cavaquinho de Henrique Cazes, as vozes e violões classudos dos Índios Tabajaras, a perfeita combinação do Duo Glacial, a genialidade de Nara Leão e os baiões de Josa Vaqueiro do Sertão



1) Carioquinha (Waldir Azevedo), com Henrique Cazes
2) Frevo da Lira (Waldir Azevedo), com Henrique Cazes
3) Queira-me bem (Waldir Azevedo), com Henrique Cazes

4) Caminhemos (Herivelto Martins), com Índios Tabajaras
5) Cabeça inchada (Hervê Cordovil), com Índios Tabajaras
6) Na baixa do sapateiro (Ary Barroso), com Índios Tabajaras
7) Favela (Roberto Martins - Waldemar Silva), com Índios Tabajaras

8) Malagueña (Elpidio Remirez - Pedro Galindo - versão: J. Garcia), com Duo Glacial
9) Me leva (Hervê Cordovil), com Duo Glacial
10 Reconciliação (João Izidoro Pereira - Ado Benatti), com Duo Glacial

11) Palmares (Noel Rosa de Oliveira – Anescar Pereira Filho – Walter Moreira), com Nara Leão
12) Pranto da poesia (Nelson Cavaquinho - Guilherme de Brito), com Nara Leão
13) Recado(Paulinho da Viola - Casquinha), com Nara Leão

14) Na sombra da jaqueira (Josa Vaqueiro do Sertão), com Josa Vaqueiro do Sertão
15) Estou roendo (Salgadeira Filho - Josa), com Josa Vaqueiro do Sertão
16) Amor enchucalhado (José Cândido), com Josa Vaqueiro do Sertão
17) Valente é o bem-te-vi (Oswaldo Eurico - Vadeca Lima), com Josa Vaqueiro do Sertão

Programa Acervo Origens, todo sábado às 19h na Nacional Brasília FM 96,1 ou on line no www.acervoorigens.com

Apresentação: Cacai Nunes
Redação: Gabriela Tunes

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Programa Acervo Origens - 16ago14

No ar o Programa Acervo Origens com a viola moderna de Vinícius Alves, os pífanos dos Irmãos Aniceto, as canções tradicionais do Sul com Paixão Côrtes, a viola brejeira de Aparício Ribeiro e a loucura desvairada de Alceu Valença




1) Tarde Vermelha (Vinícius Alves), com Vinícius Alves
2) Rastreador (Vinícius Alves), com Vinícius Alves
3) Improviso Violado (Vinícius Alves), com Vinícius Alves
4) Marcha de entrada (Tradicional), com a Banda Cabaçal de Crato Ceará (Irmãos Aniceto)
5) Casamento da pomba com o gavião (Tradicional), com a Banda Cabaçal de Crato Ceará (Irmãos Aniceto)
6) Caboré (Tradicional), com a Banda Cabaçal de Crato Ceará (Irmãos Aniceto)
7) Briga do cachorro com a onça (Tradicional), com a Banda Cabaçal de Crato Ceará (Irmãos Aniceto)
8) Bichinho Graxaim (Recolhido e adaptado por Paixão Cortes), com Paixão Côrtes
9) Tropeiro de Mula (Janor Quadros - Odaci de Azevedo), com Paixão Côrtes
10) Prenda minha (Domínio Público), com Paixão Côrtes
11) Calangueando com Zé Côco (Aparício Ribeiro), com Aparício Ribeiro
12) Dança das Formigas (Aparício Ribeiro), com Aparício Ribeiro
13) Rouge Carmim (Alceu Valença), com Alceu Valença
14) Borboleta (Alceu Valença), com Alceu Valença
15) Vou danado pra Catende, com (Ascenso Ferreira - Alceu Valença) Alceu Valença
Programa Acervo Origens, todo sábado às 19h na Nacional Brasília FM 96,1 ou on line no www.acervoorigens.com
Apresentação: Cacai Nunes
Redação: Gabriela Tunes

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

'Quero todos os discos do Brasil', diz colecionador com 5 milhões de vinis

Mantidas as devidas proporções, ficamos muito felizes quando nos deparamos com esta reportagem, pois é exatamente o que já vimos fazendo aqui no Acervo Origens, desde 2010.

Hoje, nossa modesta coleção está toda catalogada e, em parte, digitalizada com foto da capa, contra-capa e selos da bolacha, além do áudio dos Lp's !

Desejamos muita força ao Zero Freitas e que este trabalho seja reconhecido !

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
MATÉRIA PUBLICADA NO G1

 http://g1.globo.com/sao-paulo/musica/noticia/2014/08/quero-todos-os-discos-do-brasil-diz-colecionador-com-5-milhoes-de-vinis.html
Ter uma cópia de todos os vinis já lançados de música brasileira é o objetivo de Zero Freitas, empresário que já estima guardar 5 milhões de álbuns (entre nacionais e estrangeiros) em dois galpões em São Paulo. Ele chamou atenção entre colecionadores do mundo ao comprar 1 milhão de discos de um ex-lojista dos EUA, e foi destaque em reportagem da "New York Times Magazine" no dia 8 de agosto.


O empresário Zero Freitas em um dos galpões onde guarda milhões de vinis, na Vila Leopoldina, em São Paulo (Foto: G1/Flavio Moraes)Empresário Zero Freitas em um dos galpões onde
guarda milhões de vinis, na Vila Leopoldina, em SP
(Foto: G1/Flavio Moraes)
Zero contratou 16 estagiários — a maior parte estudantes de história — e uma gerente para catalogar os álbuns, em um galpão na Vila Leopoldina, Zona Oeste de São Paulo. O G1visitou o espaço com 500 mil discos, onde também funciona uma das empresas dele, que aluga luz e som para peças de teatro. Zero mostrou o processo de catalogação. Em outro galpão maior próximo, na Lapa, ele diz guardar mais 4,5 milhões de álbuns (veja o vídeo acima).
O empresário, músico e colecionador quer "todos os discos de música brasileira" pois tem "obsessão por memória e história". Além do acervo em galpões, ele contabiliza 100 mil discos em casa. Os que ficam nos galpões são catalogados em uma velocidade média de 500 por dia, o que não dá conta de escoar os lotes de centenas de milhares que ele compra em todo mundo.
Quem é Zero Freitas
José Roberto Alves Freitas, que adotou o apelido Zero, é um empresário paulista de 60 anos — ele aponta erro do "New York Times", que disse que sua idade é 62. Ele é graduado em Música pela Universidade de São Paulo (USP), e se especializou em trilhas para peças de teatro. Em paralelo, cuida de negócios de transporte da família. Hoje é diretor comercial da transportadora Benfica, que, entre outros negócios, opera linhas de ônibus em Diadema (SP).
O empresário Zero Freitas em um dos galpões onde guarda milhões de vinis, na Vila Leopoldina, em São Paulo (Foto: Flavio Moraes/G1)O empresário Zero Freitas em um dos galpões onde
guarda milhões de vinis, na Vila Leopoldina, em SP
}(Foto: Flavio Moraes/G1)
"Não tive prazer nos primeiros dez anos de trabalho com transportes. Eu tinha que ser guia turístico e viajava o Brasil todo com 90 idosas malucas e meia dúzia de jovens, nos anos 70", conta. Ele diz já ter se dedicado "24 horas por dia" tentando conciliar as trilhas de teatro e os negócios familiares. Hoje, continua com a "responsabilidade" de dirigir a companhia, mas tem mais tempo para a crescente coleção de vinis.
O empresário tem três filhos do primeiro casamento, que durou 22 anos. O segundo casamento, sem filhos, já dura 20 anos. Foi com a atual mulher que ele diz ter começado seu período de "abundância". O sucesso financeiro, segundo ele, "já estava no mapa astral".
"Quando conheci minha atual mulher, isso me abriu um canal de abundância, uma coisa mística, esotérica. Abundância financeira, mesmo. Tinha alguma coisa que emperrava isso. De repente, passei a investir em coisas que davam muito certo. Comprava uma casa caindo aos pedaços, no dia seguinte ia uma incorporadora e oferecia três, quatro vezes o que eu paguei. Isso já estava no meu mapa astral desde o início", afirma.
EstagiáriOs trabalham na catalogação de coleção de vinis do empresário Zero Freitas, em São Paulo (Foto: Flavio Moraes/G1)Estagiários trabalham na catalogação de coleção de
vinis do empresário Zero Freitas, em São Paulo
(Foto: Flavio Moraes/G1)
'Maluco'
"Ele era mais maluco que eu", diz Zero Freitas sobre Olivier Toni, maestro e professor da Faculdade de Música da USP. Seu ex-professor era obcecado por buscar partituras de música barroca no interior de Minas Gerais, e acabou se tornando uma das inspirações para o esforço de Zero por colecionar música.
A paixão também vem de família. "Minha mãe é louca por música. Quando criança, me passou essa paixão por música brasileira, e aos cinco anos me comprou um piano", lembra. O primeiro vinil foi "Roberto Carlos canta para a juventude". Também é do cantor capixaba uma das peças mais valiosas da coleção atual: "Louco por você", trabalho de estreia, que foi renegado pelo próprio Roberto. Enquanto fãs do "rei" sonham com uma cópia do álbum, Zero tem quatro.
Quando vale a coleção? De cara, ele responde: "Não tem preço e não está à venda". Mas, fazendo um cálculo geral, ele diz que, entre bolachas "que não valem nada" e outras raríssimas, o valor total deve bater os R$ 5 milhões.
O empresário Zero Freitas em um dos galpões onde guarda milhões de vinis, na Vila Leopoldina, em São Paulo (Foto: Flavio Moraes/G1)O empresário Zero Freitas em um dos galpões onde
guarda milhões de vinis, na Vila Leopoldina, em SP
(Foto: Flavio Moraes/G1)
'Obscuridades'
"Só de discos de cantoras evangélicas cariocas, tenho mais de mil, daqueles que nem a mãe da artista deve saber que existe. Mas me interessa pela obscuridade sociológica", diz aos risos. Os amigos sabem do interesse dele por discos renegados. "No último 'lixo' que me deram, veio um LP do América do Rio, de 1960. Eu nunca vi isso e tenho certeza que os torcedores do América também não conhecem", conta.
A coleção "deu um salto" quando ele mergulhou no eBay, site de leilões online, no começo dos anos 2000. "Comprava raridades por quase nada", diz.
Zero diz não comprar mais pelo site, mas ainda arremata coleções inteiras de todo o mundo, com a ajuda do "olheiro" carioca Allan Bastos, que conheceu no eBay. Também colecionador, Allan morava em Nova York e agora se mudou para Paris. Ele faz contato com pessoas que ajudam a achar oportunidades de compras em várias cidades. As compras chegam de navio, em containers.
Projeto de site
O próximo projeto é o site Emporium Musical, onde pretende colocar a lista de todo o acervo catalogado e abrir para consulta pública. Os interessados em conhecer o disco teriam que contatar Zero pelo site e combinar a visita diretamente, planeja.
O empresário não tem ideia de quantos discos ainda precisa comprar para completar a ambiciosa meta de ter toda a música brasileira em vinil. Ele também não sabe qual o número exato de discos de música brasileira e estrangeira tem, já que a coleção total ainda está sendo catalogada.
Mas, pelo menos entre os discos de 78 rotações (populares na primeira metade do século 20), há boa expectativa de chegar à meta. "Há uma estimativa de que foram lançados 60 mil discos brasileiros neste formato. Estou de olho em uma coleção que vai me levar bem perto deste número", adianta Zero.

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Cacai Nunes Quinteto - O Avesso (Cacai Nunes) Ao Vivo em Bamako-Mali

Revirando os arquivos digitais em diversos HD's, encontrei este registro da minha música O AVESSO, gravada ao vivo em Bamako-MALI em 2010.

Estou tocando ao lado dos incríveis George Lacerda na percussão, Rafael Dos Santos na bateria, Junior Ferreira no acordeon e Vavá Afiouni no baixo elétrico.

Pesadão.