sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Radamés Gnattali Sexteto (03/12/2010)

Radamés Gnatalli nasceu em 1906, em Porto Alegre. Era filho do italiano Alessandro Gnatalli, um homem ligado à música (era bandolinista, pianista e contrabaixista), e que, por isso deu aos filhos nomes dos personagens de Verdi (Radamés, Aída e Ernani). Radamés começou a estudar piano aos 6 anos de idade, com sua mão. Aos nove anos, chamava a atenção pela musicalidade; com essa idade, em uma festa, Radamés dirigiu uma orquestra infantil, com arranjos feitos por ele. Aos 14 anos, começou a estudar música no Conservatório, obtendo destaque e notoriedade desde essa época. Na década de 1930, trabalhou na Rádio Nacional do Rio de Janeiro, como regente da orquestra. Cerca de seis mil arranjos são de sua autoria, e, por isso, Radamés é considerado o maior e melhor arranjador de música popular no Brasil. De 1963 a 1967, o compositor trabalhou na TV Excelsior. De 1968 até 1986, foi arranjador e regente da TV Globo. Faleceu no dia 3 de fevereiro de 1988, no Rio de Janeiro. Radamés foi amigo próximo de muitos músicos do choro, do samba e da bossa-nova, que tinham por ele grande admiração, não só pelos conhecimentos musicais, mas também porque, segundo dizem, Radamés era um sujeito formidável, apesar de ter fama de mal-humorado. Radamés era também apaixonado por gatos, e convivia com vários deles em casa.
Em 1949, Radamés criou o Quarteto Continental, formado por ele, no piano Luciano Perrone na bateria, José Menezes na guitarra e Vidal no contrabaixo.  Em 1950, o quarteto virou quinteto com a entrada de Chiquinho do Acordeom. Em 1960, com a entrada de Aída Gnatalli, fazendo um segundo piano, foi formado o Radamés Gnatalli Sexteto. Nesse mesmo ano, o grupo viajou para a Europa, integrando a 3ª Caravana Oficial da Música Popular Brasileira, e se apresentou em Portugal, França, Alemanha, Itália e Inglaterra. Esse disco, gravado pela Odeon em 1975, traz arranjos de Radamés para composições de Pixinguinha e Benedito Lacerda,  Dominguinhos, Anacleto de Medeiros, José Menezes e do próprio Radamés.


Lado 1

1-     1 x 0 (Pixinguinha-Benedito Lacerda)
2-     Cochichando (Pixinguinha-Alberto Ribeiro-João de Barro)
3-     Urubú malandro (Louro-João de Barro)
4-    Sofres porque queres (Pixinguinha-Benedito Lacerda)
5-     Meu amigo Tom Jobim(Radamés Gnattali)

Lado 2

1-    Nova ilusão (Luiz Bittencourt-José Menezes)
2-   Por um beijo (Catullo da Paixão Cearense-Anacleto de Medeiros)
3-   Desafiando o acordeon (Dominguinhos)
4-   Divertimento para seis instrumentos
1º Movimento (Radamés Gnattali)
2º Movimento (Radamés Gnattali)
3º Movimento (Radamés Gnattali)

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR

3 comentários:

oliver.r disse...

gran disco !! pero el link ya no funciona :(
Por favor repostear, lo necesito para estudio..
muy buen blog felicitaciones !!

Cacai Nunes disse...

Link funcionando normalmente
Gracias

oliver.r disse...

A usted, mil gracias !!