quinta-feira, 17 de março de 2011

Moacyr Silva sua Orquestra e Coro - É tempo de Samba (17/03/2011)

Moacyr Silva nasceu em Cataguases, Minas Gerais, em 1940, e faleceu em 2002, em Conselheiro Lafaiete. Ele foi um saxofonista e produtor musical brasileiro. Só que ele não era apenas o Moacyr Silva, porque, por várias vezes, ele foi também o Bob Fleming. Mas o Bob Fleming também nem sempre foi o Moacyr Silva, porque outro saxofonista brasileiro, chamado Zito Righi, também foi o Bob Fleming. Acontece que o Bob Fleming nunca existiu materialmente, ou seja, ele era uma abstração. Ele surgiu em 1959, fruto da imaginação criativa e lucrativa de Nilo Sérgio, o produtor musical da gravadora Musidisc. A Musidisc, então, passou a ser dona do Bob Fleming, e o Nilo Sérgio escolhia o saxofonista que ele achava melhor para fazer as gravações do Bob Fleming. Sua estratégia, de criar um saxofonista de nome norte-americano, tocando os hits do momento, como boleros, baladas e até bossa-nova, deu certo, e vendeu milhares de cópias. Sabem aonde? No Brasil, é claro. Nilo Sérgio reconhecia que poderia se aproveitar comercialmente dessa velha mania brasileira de almejar ser a Europa ou os Estados Unidos, e consumir o que vem de lá sem sequer analisar o conteúdo. De fato, os discos do Bob Fleming nem tinham ficha técnica, então se supõe que este ou aquele tenham sido gravados por Moacyr Silva. Mas eram muito bons. Como este da postagem de hoje, que também é muito bom, mas vendeu menos, porque não era o Bob Fleming, um gênio do saxofone mundial, mas somente o coitado do Moacyr Silva, um saxofonista pobre, brasileiro, negro e subdesenvolvido. Mas ele era muito versátil, além de tocar jazz, bolero, e quaisquer outras coisas que viessem, era bom de samba, como podemos ouvir nesse LP de hoje. Poder-se-ia dizer que o Moacyr era melhor do que o próprio Bob Fleming.


Lado 1
1-      Tema prá Dedê (Nelsinho)
Tamanco do samba (Orlann Divo-Helton Menezes)
2-     Esperando (Marconi Campos da Silva-Hilton Acioli)
Morreu num beijo (João Roberto Kelly-Oswaldo Moraes)
3-     Chora tua tristeza (Oscar castro Neves-Luverci Fiorini)
Onde estava eu? (Armando Cavalcanti-Victor Freire)
4-    Tudo de mim (Evaldo Gouveia-Jair Amorim)
Quando ela se foi (Moacyr Silva-Antonio Maria)
5-     Sambadinho (Orlann Divo-Roberto Jorge)
Zé de Conceição (João Roberto Kelly)
6-    Amor de ilusão (Eduardo Lobo)
A mesma rosa amarela (Capiba-Carlos Pena Filho)

Lado 2

7-     Fio de canção (Luiz Antonio)
Está nascendo um samba (Tito Madi-Romeu Nunes)
8-    Um pouco de você (Moacyr Silva-Joluz)
Desenhei corações (Collid Filho-Oldemar Magalhães)
9-    Eu chorei (Edmundo Maciel)
Samba de uma saudade (Jean Pierre-Joluz)
10-Samba internacional (Sidney Morais)
Produto nacional (Geraldo Barbosa-Geraldo Wesper)
11-  A história não mudou (Alcyr Pires Vermelho-Nazareno de Brito)
Recordação de um amor (Ieddo Gouveia-Rubio Silva-Wilson Medeiros)
12- Pelo bem que eu te quero (Otavio Filho)
É só bem querer (Alvaro Xavier)

Nenhum comentário: