sexta-feira, 8 de abril de 2011

Verequete e Seu Conjunto Uirapuru - O Legítimo Carimbó (08/04/2011)

Mestre Verequete nasceu Augusto Gomes Rodrigues, em Careca, comunidade próxima à Vila de Quatipuru, em Bragança, no ano de 1916. Aos 3 anos, Verequete perdeu a mãe, e mudou-se para o município de Ourém. Foi lá que começou a dar os primeiros passos, no terreiro da negra Piticó. Com 12 anos, foi morar sozinho em Capanema, e já começou a trabalhar. Na década de 1940, em Icoaraci, Distrito de Belém, foi trabalhar na Aeronáutica, e foi lá que ganhou o apelido de Verequete. O motivo foi uma ida a um batuque, e o Pai de Santo cantou “Chama Verequete”; ao contar para os amigos, estes o chamaram de Verequete, e o apelido pegou. Lá, ele fundou o grupo “O Uirapurú”, e se tornou um dos maiores divulgadores do Carimbó. Em 1970, gravou seu primeiro disco, com uma série de temas de carimbo. Em 2002, foi imortalizado no documentário “Chama Verequete”, que conquistou menção honrosa no Festival de Curitiba, e Melhor Música no Festival de Gramado de 2002. Ele faleceu em novembro de 2009, deixando uma contribuição inestimável para a cultura brasileira.

  
Lado A

1-Boa noite Senhoras e Senhores (Augusto Gomes Rodrigues)
2-O pombo com o gavião (Pedro Nunes Coutinho)
3-Xô peru (Augusto Gomes Rodrigues)
4-Passarinho do mar (Manuel Luiz Saraiva)
5-Sapateia minha gente (Manuel Luiz Saraiva)
6-Xote Paraense (Augusto Gomes Rodrigues)

Lado B

1-Balanço Paraense (Augusto Gomes Rodrigues)
2-Farinha de tapioca (Manuel Luiz Saraiva)
3-Cachorro caçador (Augusto Gomes Rodrigues)
4-Menina do Canapijó (Manuel Luiz Saraiva)
5-Borboleta da aza amarela (Augusto Gomes Rodrigues)
6-Sebastião caiu n’agua (Josino Zaranza)
7-Cuia pitinga (Augusto Gomes Rodrigues)


Um comentário:

Vitor Santos RJ disse...

Ótimo disco!!