terça-feira, 21 de junho de 2011

Trio Nagô (21/06/2011)

Eis aqui um dos mais importantes trios vocais da música brasileira. O Trio Nagô foi criado em 1950, em Fortaleza. Seus integrantes eram Evaldo Gouvêia (compositor, cantor e violonista), Mário Alves (cantor e violonista) e Epaminondas de Souza (cantor e tocador de atabaque). No princípio, eles usavam o nome de Trio Iracema, e costumavam apresentar músicas do folclore nordestino da Rádio Clube do Ceará. Em 1952, começaram a apresentar um programa semanal na Rádio Record de São Paulo. Em 1953 e 1954, gravaram alguns compactos. E foi em 1954 que gravaram seu primeiro sucesso, a toada “Prece ao Vento”, de Alcyr Pires Vermelho, Fernando Luiz e Gilvan Chaves, com acompanhamento de Radamés Gnattali e seu conjunto. Nesse ano, também, receberam o prêmio Roquete Pinto na categoria “Melhor Conjunto Vocal” do ano. Até o ano de 1961, quando encerrou suas atividades, o trio gravou alguns LPs e dezenas de 78 rpm. Fizeram turnê pelo México, Argentina, Uruguai e outros países da América Latina. Foram também para a Europa e para a América do Norte. O grande sucesso que fizeram se deu em parte porque eram eles muito talentosos, e encontraram uma fórmula cuja sonoridade é particularmente agradável: misturava os sons dos trios latinos com os ritmos, instrumentos, poesias e temas brasileiros. Além disso, não se pode deixar de dizer, o trio dispunha de dois galãs, Evaldo e Epaminondas que, podem reparar, são os dois mais bonitinhos da capa. Eles arrancavam gritos histéricos da platéia feminina, público fiel que contribuiu muito para o sucesso do grupo. Esse disco da postagem de hoje foi o primeiro disco gravado em 33 ½ rpm. O trio acertou em várias coisas: o repertório é muitíssimo bem selecionado (mas destaco Saudades da Bahia, de Dorival Caymmi), os arranjos vocais são lindos (e eram o forte do grupo), a instrumentação também é muito boa; isso tudo resultou em um disco muito bom de ouvir. Vale a pena.




Lado A

01-Conceição (Dunga – Jair Amorim)
02-Saudades da Bahia (Dorival Caymmi)
03-Lei do tempo (Hortêncio de Aguiar)
04-Quero-te assim (Tito Madi)

Lado B

01-Laura (João de Barro – Alcyr Pires Vermellho)
02-Jezebel (Wayne Shanklin – Caribé da Rocha)
03-Dô de cotovelo (Manézinho Araujo – José Renato)
04-Ave Maria do Morro (Herivelto Martins)

2 comentários:

Nightwatcher2401 disse...

Pode dar uma referencia para ouvir essa joia?

Futebol Arena disse...

www.vinillivre.blogspot.com