terça-feira, 4 de outubro de 2011

Zé do Rancho - Viola da Moda (04/10/2011)

O avô de Sandy e Júnior, grandes ídolos do pop-sertanejo, é um artista de múltiplos talentos, embora bem menos conhecido do que seus netos. João Isidoro Pereira nasceu e Guapiaçu, São Paulo, no ano de 1927. Com 8 anos, ele conta que já tocava cavaquinho em bailes, trabalhava como engraxate e fazia uns bicos daqui e dali. Aos 17 anos, apresentava-se em circos, como instrumentista, cantor e ator, com nome artístico de Bonifácio. Foi nesse período que adotou Zé do Rancho como nome artístico. Nos anos 50, ele tocava guitarra elétrica na famosa Orquestra Nelson de Tupã. Em 1954, na capital, trabalhou na rádio Tupi como substituto de Caboclinho, que estava adoentado, e formava trio com Serrinha e Riellinho. Quando Caboclinho faleceu, Zé do Rancho assumiu oficialmente o seu lugar. O trio fazia shows, gravações e mantinha um programa que ia ao ar três vezes por semana na Rádio Tupi. Na mesma época, ele formou dupla com seu irmão, o Zé do Pinho. Na década de 1960, o Serrinha, do famoso trio, largou a carreira, e foi substituído por Mariazinha, esposa de Zé do Rancho. O trio se desfez, em 1962, permanecendo a dupla Zé do Rancho e Mariazinha, que gravou vários LPs, até Mariazinha deixar a carreira artística. Zé do Rancho formou outra dupla, com Sebastião Gomes, que adotou o nome de Zé do Pinho. Eles gravaram vários LPs, até que Zé do Pinho resolveu virar pastor protestante. Zé do Rancho seguiu adiante, agora em carreira solo, quando, inclusive, seu talento como instrumentista foi destacado.  Além das duplas, trios e discos-solo, Zé do Rancho participou da gravação de dezenas de discos de grandes artistas (como Tonico e Tinoco, Sérgio Reis, entre outros), tocando violão, viola caipira e cavaquinho. Foi também produtor musical, nas gravadoras RCA e RGE, e apresentador de rádio e TV. Atualmente, ele compõe e grava em seu estúdio caseiro, e continua procurando uma boa segunda voz, para retomar a carreira de cantor. Em 2007, ao completar 80 anos, ele fez uma apresentação em São Paulo, gravada em CD e DVD, em que estiveram presentes músicos famosos, como seus netos Sandy e Junior, Família Lima, Chitãozinho e Xororó, Mariazinha, Zé do Pinho, Sérgio Reis, entre outros.
Nesse disco da postagem de hoje, Zé do Rancho mostra sua qualidade como instrumentista intérprete, tocando os grandes hits do repertório caipira com excelentes interpretações.



Lado A

                 01-  Moda da Pinga (Malvada pinga) (Laureano)
                 02- Piracicaba (Newton de A. Mello)
                 03- Luar do Sertão (Catulo da P. Cearense)
                 04- De papo pro ar (Joubert de Carvalho – Olegario Mariano)
                 05- Saudade de Ouro Preto (D. P.)
                 06- Na Serra da Mantiqueira (Ary Kerner)

Lado B

01-  Moda da Mula Preta (Raul Torres)
02- Viola da Moda (Milton José – Zé do Rancho)
03- Pingo D’ Àgua (Raul Torres – João Pacífico)
04-Tristeza do Jeca (Angelino de Oliveira)
05- Vida malvada (Almirante -  Lucio Azevedo)
06-Viola Enluarada (Marcos Valle – Paulo S. Valle)




Nenhum comentário: